Pesquisa por CPF

Inscrição e regularização de dados do CPF

Correios farão inscrição e regularização de dados do CPF.

CPF será obrigatório para todos os dependentes dos contribuintes que tiverem que declarar o Imposto de Renda 2019.

A partir deste ano, o CPF passa a ser obrigatório para todos os dependentes dos contribuintes que tiverem que declarar o Imposto de Renda 2019.

Os Correios informam que, além da inscrição para quem não tem o documento, será possível fazer nas agências da estatal a regularização cadastral e a alteração de dados como data de nascimento, número do título eleitoral, endereço, nome da mãe e a mudança de sexo, que antes só era possível em unidades da Receita Federal.

Em 2018, foram realizadas pela rede de atendimento dos Correios 6,3 milhões de inscrições para cadastro no CPF, alta de mais de 15% em relação ao ano anterior. Os estados com maior procura foram São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.

Para solicitar a inscrição no cadastro, é necessário comparecer a uma agência dos Correios, própria ou terceirizada, com a documentação necessária, e pagar o valor de R$ 7. O número do documento sai na hora.

O CPF é utilizado para identificar o cidadão na Receita Federal. Não é obrigatório portar o cartão, mas o número do cadastro é exigido em várias situações, principalmente em operações financeiras, como abertura de contas em bancos.

Com o CPF irregular, o contribuinte fica impedido de abrir ou movimentar conta bancária, tirar passaporte, realizar compra e venda de imóveis e adquirir financiamento, por exemplo.

É possível pesquisar a situação cadastral do CPF no site da Receita. Entre as situações que podem deixar o CPF irregular estão:

  • contribuinte deixou de entregar alguma declaração do Imposto Renda em pelo menos um dos últimos cinco anos;
  • cadastro do contribuinte está incorreto ou incompleto, principalmente por problemas com o título de eleitor – a Receita alinha os dados com as informações da Justiça Eleitoral;
  • cancelamento devido à multiplicidade de inscrições ou por decisão administrativa ou judicial;
  • falecimento do contribuinte;
  • fraude na inscrição.

É possível fazer o pedido de regularização do CPF pelo site da Receita por quem estiver com a situação suspensa, mas sem obrigação de declarar imposto de renda nos últimos cinco anos.

Correios lançam ferramenta que traz produtos importados dos EUA para o Brasil

A ferramenta permite o envio de produtos adquiridos online em lojas americanas que não vendem ou não enviam seus produtos ao Brasil.

Os Correios, em parceria com a Visa, lançaram na terça-feira (29) a plataforma Compra Fora, serviço de importação que permite ter acesso a produtos internacionais não disponíveis no Brasil.

Segundo a estatal, o Compra Fora é uma solução logística que disponibiliza endereço nos Estados Unidos a qualquer residente no Brasil para receber encomendas compradas via internet. A ferramenta permite o envio de produtos adquiridos online em lojas americanas que não vendem ou não enviam seus produtos ao Brasil.

Ao se registrar no site do Compra Fora, o importador já tem disponível o número identificador (suíte) e os endereços nos Estados Unidos que podem ser utilizados como destino de compras online.

É preciso informar à loja virtual o endereço escolhido como endereço de entrega juntamente ao suíte. A mercadoria será enviada pelo vendedor ao armazém americano e, após pagamento dos impostos e serviços, encaminhada ao Brasil e entregue no endereço do destinatário informado no cadastro do Compra Fora.

No site também é possível simular com uma calculadora de envio quais serão os custos dos serviços e impostos, permitindo que o comprador saiba previamente quanto irá gastar.

A recém-lançada plataforma possibilita, ainda, o acompanhamento do status das compras realizadas no exterior, a junção de pacotes de diferentes lojas para economizar no envio e, ainda, armazená-los nos EUA por mais alguns dias para aguardar o recebimento de outras encomendas e formar um único pacote. Além disso, os pagamentos podem também ser realizados com o Visa Checkout.

É preciso fazer o cadastro no site www.comprafora.com.br.

Entenda:

  • Os Correios vão oferecer um endereço nos Estados Unidos ao consumidor para que as compras sejam direcionadas ao local. Uma empresa credenciada receberá o objeto e fará o envio do produto para o Brasil.
  • A logística inclui o recebimento da compra no armazém nos Estados Unidos, passa pelos procedimentos alfandegários no Brasil até a entrega final na casa do destinatário.

Fonte: G1 (Leia mais)

Como ajudar Brumadinho

Como ajudar Brumadinho?

Os correios divulgaram no facebook uma campanha com a hashtag: #CorreiosComBrumadinho e partir desta segunda-feira, 28, agências dos Correios de todos o Brasil estarão recebendo donativos para a população atingida.

Os Correios já estão se mobilizando para ajudar as vitimas da tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais. A partir desta segunda-feira, 28, todas as agências do Brasil estarão recebendo donativos para a população atingida.

  • Podem ser doados alimentos não perecíveis, roupas e calçados. Não serão aceitas doações de medicamentos, nem em dinheiro.
  • Os produtos devem ser embalados pelo doador em pacotes que não excedam 30 quilos, e entregues nas agências dos Correios. Embalagens frágeis, que possam se romper durante o manuseio e transporte, devem ser evitadas.
  • Não há necessidade de endereçar os pacotes, pois estes serão endereçados pelas próprias agências de correio. A postagem dos donativos é gratuita.

Acompanhe todas as informações sobre a campanha nos canais oficiais dos Correios e fique atento às fake news.

ATUALIZAÇÃO

ATENÇÃO! As arrecadações de donativos para as vítimas de #Brumadinho foram suspensas por determinação das autoridades locais. Em razão disso, os Correios não mais receberão doações para a população daquela região. No entanto, a empresa continua em contato com os governos estadual e municipal e se mantém à disposição para prestar toda a ajuda que for necessária.

FONTEhttps://www.facebook.com/correios/

Pesquisa por CPF

Rastreamento por CPF

Como utilizar o rastreamento por CPF

Basta acessar o site dos Correios e, no mesmo local onde se faz o rastreamento pelo código do objeto, inserir o seu CPF ou CNPJ.

Caso o usuário, ainda não tenha se autenticado, ele será encaminhado para a página de login e senha, onde deverá inserir seus dados de cadastro. No primeiro acesso, é preciso se cadastrar.

No resultado da consulta, serão apresentados os dados de rastreamento dos últimos 50 objetos associados ao CPF ou CNPJ do usuário, seja como remetente, seja como destinatário.

O usuário deve clicar em cada objeto para acessar o detalhe do rastreamento de cada um.

Fonte: http://blog.correios.com.br

Documentos perdidos podem estar disponíveis nas agências dos Correios

Com as festas de fim de ano, é muito comum a perda de documentos pessoais. Para ajudar o cidadão a encontrá-los, os Correios oferecem o serviço Achados e Perdidos, disponível em todas as agências centrais do país. A consulta à relação de documentos disponíveis para retirada pode ser feita em qualquer unidade ou no site dos Correios.

Instituído há mais de 30 anos, o serviço tem como objetivo encurtar o tempo e reduzir o custo da busca por documentos perdidos. Mensalmente, em todo o Brasil, mais de 20 mil documentos são disponibilizados para retirada, no entanto, apenas 3% deles são procurados e devolvidos aos proprietários. Os demais são remetidos ao órgão emissor.

Aqueles que encontrarem documentos de terceiros podem depositá-los no guichê de qualquer agência dos Correios ou em caixas de coleta. Uma vez recebidos, os documentos são acondicionados em envelopes e guardados, ficando disponíveis para retirada durante 60 dias.

Para retirar o documento perdido, o cidadão deve apresentar outro documento que comprove sua titularidade e pagar uma tarifa de R$ 5,70. Documentos sob a guarda dos Correios só poderão ser entregues aos proprietários ou seus representantes legais, devidamente reconhecidos. Caso seja constatado que o documento perdido esteja em uma cidade diferente da qual o proprietário se encontra, é possível fazer uma solicitação para que ele seja enviado à agência mais próxima.

Fonte: Chico Terra (Leia mais)