Como fazer compras online em segurança


A economia digital é uma realidade cada vez mais atual da nossa sociedade. Poucas são as lojas que hoje não atuam de uma forma também digital, ou seja, que permitem aos seus clientes a compra dos seus produtos através da internet. Mas há que tomar atenção a alguns fatores.

Muitas pessoas acabam por preferir este tipo de comércio quer por falta de tempo em deslocar-se à loja física quer por preguiça de passar horas à procura da peça certa. Há ainda uma outra massa populacional que não vive perto de zonas comerciais e que vê nas compras online a sua grande salvação. Para além do mais, é muito comum algumas marcas terem disponíveis mais peças online do que nos seus espaços físicos.

Mas as compras no mundo da internet podem trazer consigo alguns riscos. Que levante o braço quem nunca ouviu uma história de um cartão de crédito clonado, produtos que não correspondem às fotografias ou à descrição ou ainda tantos outros problemas no que respeita à devolução de alguma compra que não ficou exatamente na medida certa. Embora não exista uma regra exata que a faça ter a certeza de que tal não vá acontecer, existem sim alguns conselhos importantes para que esta não se torne na sua realidade.

Percorra a galeria de imagens e confira algumas dicas que podem evitar que a sua experiência de compras online se transforme num autêntico pesadelo.


Você pode se interessar também sobre: 78% das compras de e-commerce no Brasil são ligadas a moda


1 – Mantenha o seu dispositivo seguro. Certifique-se sempre que o gadget utilizado para as compras está devidamente protegido. Tenha sempre o dispositivo atualizado e, de preferência, com um antivírus instalado. É importante saber também se tem um licença que a permita pedir apoio se necessário.

2 – Confira se o site é de confiança. É muito importante ver se o site onde está a fazer compras é seguro. Pode fazê-lo lendo comentários e reviews, vendo as condições exigidas para fins de efetuar uma compra, fazendo uma pesquisa sobre a loja e empresa.

3 – Certifique-se que a sua conexão é segura. Quando estiver a digitar os seus dados pessoais ou números de cartões de crédito, assegure-se que tem uma conexão segura que não facilite o roubo destas informações. Um dos grandes passos é não fazer conexões a partir de redes públicas e abertas, que facilmente podem ser intercetadas.

4 – Cuidado com as “ofertas irresistíveis”. Muitas vezes os sites colocam descontos fabulosos, preços ridiculamente baixos e outras técnicas para intensificar o desejo de compra, mas muitas vezes estes mecanismos vêm com surpresas menos agradáveis associadas – especialmente se forem artigos em segunda mão com preços demasiado bons para ser verdade.

5 – Atenção aos protocolos de segurança. Mais do que segurança, falamos mesmo de privacidade. Alguns sites pedem demasiada informação pessoal, dando a desculpa de que é para sua segurança, mas muitas vezes interferem mesmo com a sua privacidade. Preencha apenas os campos estritamente necessários, porque nunca sabe para onde esse tipo de dados pode ir.

6 – Pague, na medida do possível, com sistemas que permitam devoluções. Errar no número das calças ou o produto não vir exatamente como pretendia são alguns problemas que podem surgir quando realiza compras online. Para evitar perder o seu investimento de forma desnecessária, tente sempre verificar o sistema de devoluções (muitas vezes o feedback de outros utilizadores ajuda nesta perceção)

7 – Escolha senhas mais robustas e menos óbvias. Evite repetir senhas pessoais em várias lojas ou mesmo utilizar a sua senha habitual (e-mail, redes sociais) neste tipo de comércio. Esta medida pode evitar ser hackeada mais facilmente.

8 – Guarde todas as faturas e recibos de compra. Ainda que a compra seja feita online, não quer dizer que não possa pedir uma fatura eletrónica da compra. É sempre um comprovativo em caso de necessidade.

9 – Saiba reagir rapidamente no caso de ver a sua conta roubada. Mesmo seguindo todos estes conselhos, há sempre a hipótese de algo correu mal, por isso saiba reagir no momento certo. Esteja sempre atenta a movimentos duvidosos. Caso veja esta situação acontecer, contacte de imediato a sua instituição bancária e peça apoio para fins de cancelar o cartão e pedir outro. Fazer queixa na polícia é também um passo importante, tentando sempre facilitar o máximo de informação disponível.

Fonte: Delas

 

Postado na categoria: Comércio Eletrônico, Duvidas, Geral, Informações, Notícias, Rastreamento de Objetos - Palavras chave: , , , ,

Leia também:

Compra pela Amazon? Vêm aí entregas mais ecológicas
Compra pela Amazon? Vêm aí entregas mais ecológicas

A gigante do e-commerce anunciou os novos planos de transformar metade do total de entregas livres de carbono até 2030. Esta iniciativa, que tem o nome de ”Shipment Zero”, também inclui a disponibilização no...

February 20, 2019, 9:05 pm
Anatel passa a cobrar R$ 200 de taxa sobre produtos importados
Anatel passa a cobrar R$ 200 de taxa sobre produtos importados

Celulares, drones e dispositivos eletrônico comprados pela internet, agora passam por uma fiscalização da Anatel juntamente com a Receita Federal, que podem cobrar uma taxa de R$ 200 para homologar...

November 29, 2018, 5:28 pm
E-commerce no Brasil: Loja Amazon
E-commerce no Brasil: Loja Amazon

A Amazon é Confiável?

May 16, 2019, 9:00 pm
Por que a sua compra vinda da China demora para chegar?
Por que a sua compra vinda da China demora para chegar?

Se você adora fazer compras online e gosta de pesquisar pelo melhor preço, já deve ter usado algum dos sites e aplicativos que oferecem produtos vindos da China. Todos funcionam...

October 26, 2018, 3:06 pm
Nota de esclarecimento sobre reportagem do Bom Dia Brasil
Nota de esclarecimento sobre reportagem do Bom Dia Brasil

A respeito da reportagem veiculada na manhã desta quinta-feira, 18, no Bom Dia Brasil, da TV Globo, os Correios comunicam que a abordagem da emissora foi equivocada. A fim de...

October 22, 2018, 4:05 pm
Integração de dados garante a experiência do cliente de comércio eletrônico
Integração de dados garante a experiência do cliente de comércio eletrônico

O comércio eletrônico cresce em muitos países, inclusive no Brasil onde – segundo pesquisa encomendada pelo PayPal ao Ipsos, as transações movimentaram R$ 166,2 bi em 2018

May 3, 2019, 11:45 am
Comprei pela internet e não recebi o produto, o que fazer?
Comprei pela internet e não recebi o produto, o que fazer?

O e-commerce trouxe comodidade aos consumidores, isso não há o que negar. A facilidade em escolher entre diversos modelos, pesquisar preços, receber o produto em casa, fez com que deixemos...

November 27, 2018, 5:00 am

Tags

Categorias