Vídeo mostra assaltantes do Correios sendo presos

Veja os momentos em que a Polícia Militar prende dois assaltantes do correios em Ouro Branco e recupera o dinheiro.

Correios desativado

Centro de Triagem dos Correios desativado

Centro de Triagem dos Correios em JF deve ser desativado

Fechamento preocupa quanto ao destino dos profissionais que atuam no setor e a possibilidade de maior atraso nas entregas

A exemplo do que ocorreu em outras cidades do interior mineiro, o Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas dos Correios (CTCE) localizado em Juiz de Fora deve ser desativado em junho, para centralização dos serviços na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em uma unidade em construção em Contagem.

Uma preocupação da categoria é com o destino dos cerca de 90 profissionais que atuam no setor na cidade. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresa de Comunicação Postal, Telegráfica e Similares de Juiz de Fora e Região (Sintect). Procurada, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios), por meio de sua assessoria, ainda não se posicionou sobre o assunto. O núcleo funciona há seis anos na Avenida JK, na Zona Norte, próximo à BR-040.

A diretora jurídica do Sintect, Conceição Alves, comenta que a função de operador de triagem e transbordo foi extinta no ano passado. Ela conta que, atualmente, o núcleo funciona em três turnos, reunindo cerca de 90 profissionais. Conforme a diretora, foi concedido prazo para que os operadores interessados pudessem migrar para a função de carteiro. Como o prazo já terminou, a meta do sindicato é tentar reabri-lo, permitindo que mais profissionais não se vejam obrigados a mudar de cidade para continuar trabalhando.

Fonte: https://tribunademinas.com.br

Polícia apreendeu TV, computador e celulares (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Funcionário dos Correios é preso suspeito de roubar mercadorias

Polícia apreendeu TV, computador e celulares (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Um funcionário dos Correios foi preso na última quinta-feira (23) acusado de violar mercadorias e revender os produtos que trafegavam pelo sistema postal. Celulares eram os principais produtos furtados, mas a polícia afirmou também ter localizado televisores e um notebook, que teriam sido comercializados a moradores de Montezuma, no norte do estado de Minas Gerais.

O suspeito, com 28 anos de idade, foi preso com dois celulares sem nota fiscal em sua posse e confessou a autoria do crime. Além dele, outras duas pessoas que teriam adquirido os produtos foram levadas à delegacia e autuadas por receptação culposa (quando alguém adquire um artigo e ignora a possibilidade de ele ter sido fruto de um crime), sendo liberadas na sequência.

A polícia de Montezuma chegou ao suspeito após rastrear um telefone celular que deveria ser entregue na cidade de Arinos, mas acabou extraviado. As autoridades localizaram o aparelho com um jovem de 22 anos, que disse tê-lo obtido com o acusado em caráter de testes. No momento em que foi abordado, ele disse estar indo voluntariamente à delegacia para entregar o smartphone, pois havia decidido não finalizar a compra por suspeitar do valor cobrado, bem abaixo do mercado.

Em nota, os Correios informaram já estarem realizando uma investigação interna para apurar o caso, que pode levar à demissão do suspeito. A estatal disse que a conduta dele não condiz com as normas da empresa nem traduz o comportamento de seu quadro de funcionários. O acusado permanece preso, autuado por receptação majorada, quando o furto de materiais acontece dentro de unidades de serviço público ou envolvendo artigos pertencentes à União. Ele está sujeito a penas de três a oito anos de prisão, além de multa.

Central Braile dos Correios comemora 10 anos

Central Braile dos Correios comemora 10 anos

O serviço Postal Braile dos Correios completou 10 anos nesta quinta-feira (5). Por meio dele, pessoas com deficiência visual ganham independência e privacidade para se comunicarem por meio de correspondências. Ao receber mensagens – que podem ser escritas em braile, ou de forma convencional – a Central Braile dos Correios as convertem para a linguagem de domínio do destinatário.

A iniciativa foi idealizada, em 2007, pelo advogado Mário Alves de Oliveira, que perdeu a visão ainda na adolescência. Atendendo a clientes em todo o território nacional, a Central funciona em Belo Horizonte (MG) e já transcreveu mais de 2,3 mil mensagens apenas neste ano. Além de atender pessoas físicas,  correspondências comerciais e de órgãos públicos também são convertidas da escrita comum para o braille e vice-versa.

O serviço funciona da seguinte maneira: um comunicado bancário, por exemplo, enviado para um cliente cego, ou com pouca visão, é convertido para a linguagem tátil acessada por ele. Ao mesmo tempo, clientes podem escrever mensagens em braile e enviar para a Central, que as converterá para o alfabeto latino e enviará ao destinatário final.

O Postal Braille certificou os Correios em grau de excelência em sustentabilidade, por meio do Prêmio IBEF, promovido em 2013 pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças. Para utilizar o serviço, as correspondências devem ser endereçadas à Central Braille dos Correios:  Av. Afonso Pena, 1270 – sala 202 – Belo Horizonte – MG CEP: 30130-971.

Acessibilidade – O portal dos Correios foi pensado para se adequar às necessidades de todos os cidadãos incluindo as pessoas com deficiência. Em 2012,  foi implantada a barra de acessibilidade, que permite aumentar a fonte, o contraste e facilita a leitura por softwares usados por deficientes visuais. Os Correios também produzem cecogramas, nacionais e internacionais, que são correspondências impressas em relevo pelo sistema braile, clichês (placas de metal gravadas em relevo para impressão de textos) e registros sonoros, como CDs, expedidos por/ou endereçados às instituições de cegos oficialmente reconhecidas – todos com postagem gratuita.

Fonte

Minas Gerais: Suspeito é baleado e dois policiais ficam feridos em tentativa de assalto aos Correios

Minas Gerais: Suspeito é baleado e dois policiais ficam feridos em tentativa de assalto aos Correios

Uma tentativa de assalto terminou com um suspeito baleado e dois policiais feridos durante a madrugada deste domingo (1º) em Ouro Fino (MG). Policiais chegaram ao local durante a ação dos suspeitos e houve troca de tiros.
A Polícia Militar foi acionada por moradores próximos à agência que ouviram a movimentação dos suspeitos no local. Quando os militares chegaram aos correios, os criminosos tentavam abrir um cofre com a ajuda de um maçarico.

Ao perceberem a presença dos policiais, os suspeitos atiraram, houve troca de tiros e luta corporal. Um dos suspeitos foi atingido com um tiro no pé. Os policiais ficaram feridos com as agressões.

Dois criminosos foram presos e levados à unidade da Polícia Federal em Varginha. O suspeito baleado foi levado ao hospital da cidade. Um terceiro suspeito continua foragido.

Fonte