Meu produto foi roubado nos Correios. O que eu faço?

Um terror que assombra empreendedores virtuais é a possibilidade de ter um objeto roubado enquanto estiver em trânsito pelos Correios. Infelizmente isso acontece – e muito. Carteiros ou carros dos Correios podem ser assaltados durante o trajeto e, lamentavelmente, também acontece o desvio de mercadorias por parte de funcionários mal intencionados.

Vale lembrar que até o produto chegar na casa do cliente, a responsabilidade ainda é sua. Portanto, quem deve reembolsá-lo e entrar com o processo de indenização junto aos Correios é você. Mas como fazer isso? Prepare-se porque a dor de cabeça é grande, mas a gente te ajuda.

Como sei que minha mercadoria foi roubada?

Por meio do código de rastreamento do produto você consegue acompanhar o andamento da entrega. E, na maioria dos casos em que houve um roubo, consta a expressão “objeto roubado” (como na foto a seguir):

No entanto, há relatos de que essa informação muitas vezes é confusa e nem sempre mostra a real situação da entrega. Se a encomenda passou do limite do prazo de entrega, saiba que é seu direito exigir que os Correios emitam um relatório com dados precisos de onde está a mercadoria.

Ok, meu produto foi mesmo roubado. O que eu faço agora?

1 – Faça um B.O

Dependendo do valor do seu produto ou se você perdeu algum documento, vá a uma delegacia de polícia e registre o Boletim de Ocorrência. Ele servirá como um documento importante na hora de entrar com o pedido de indenização.

2 – Registre a queixa junto aos Correios

A Ouvidoria dos Correios é o primeiro lugar que você deve ir para pedir a indenização. Ao postar seu produto, você tem a opção de fazer um seguro com valor declarado da encomenda em caso de extravio, roubo ou avaria. Principalmente se você estiver postando um objeto de valor, vale a pena fazer esse seguro. Sem ele, as chances de receber a indenização completa (valor da mercadoria + frete) junto aos Correios são muito pequenas.

3 – Acesse o Procon

Em muitos casos, os Correios se disponibilizam apenas a cobrir o frete e a pagar uma pequena porcentagem do valor do objeto roubado. Se você ainda achar que está sendo lesado, uma alternativa é recorrer ao Procon. Infelizmente, esse processo pode ser bem lento.

4 – Recorra ao Juizado Especial Federal

Segundo relatos de pessoas que tiveram objetos roubados nos Correios, algumas dizem ter resolvido o problema e conseguido a indenização por meio de outro órgão, o  Juizado Especial Federal.

Para abrir esse processo, vá até o Juizado Especial Federal da sua cidade munido de todas as provas possíveis: B.O, comprovante de postagem, anúncio do produto impresso, histórico de venda, troca de e-mail com o cliente – basicamente tudo o que você tiver em mãos que possa provar que aquele objeto foi comprado e devidamente postado nos Correios.

Esse processo tem várias etapas e pode demorar muitos meses (talvez até mais de um ano). Se tudo der certo, no final você receberá o valor do produto e ainda alguma quantia referente aos danos morais sofridos.

E o meu cliente?

Seu cliente precisa de uma resposta rápida. Ele não é obrigado a esperar que o processo todo se resolva para ter o produto que comprou. Portanto, seja o mais transparente possível. Explique o que aconteceu, mostre provas, como o status dos Correios, diga que lamenta o ocorrido e ofereça alternativas a ele. Você pode tanto devolver o valor que foi pago, quanto perguntar se ele deseja receber um novo produto. Nesse caso, você não deve cobrá-lo pelo frete e precisa deixar bem claro a data prevista para a entrega.

Se possível, junto com o novo produto, mande um mimo, como um brinde por exemplo. Isso ajuda a conquistar a simpatia do cliente depois do transtorno. Ah, e não deixe de perguntar se o produto chegou, se está tudo certo e mostrar sua preocupação e atenção, ok? Humanizar o contato durante esse processo é muito importante!

Boa sorte!

Sim, todo esse processo pode ser bem cansativo, mas se você se sentir lesado, vá até o fim pelo seu direito.

Também há a possibilidade de optar por outra forma de frete, como contratar uma transportadora, por exemplo. Contudo, os Correios geralmente possuem tarifas mais baixas e acabam tendo maior preferência por isso.

Fonte: Nuvem shop

PF faz operação contra roubo de cargas dos Correios na Vila Aliança

Três criminosos foram presos durante uma operação da Polícia Federal na Comunidade Vila Aliança, em Bangu, na Zona Oeste do Rio.

Na ação, realizada na manhã desta quinta-feira (11), com apoio da Polícia Militar, dois assaltantes de uma quadrilha especializada em roubos de cargas dos Correios e um traficante foram detidos.

Com os criminosos, que não tiveram as identidades divulgadas, foi apreendida uma pistola. De acordo com a PF, a carga roubada não foi encontrada.

Fonte: Bandnews

Agência dos Correios é alvo de assalto com refém em Terra Alta

Funcionários e clientes viveram uma tarde de terror nesta segunda-feira, 01. Três homens armados invadiram uma agência dos correios no município de Terra Alta, nordeste paraense, fazendo dez pessoas reféns por cerca de duas horas.

De acordo com informações da Polícia Militar, por volta das 15h00 foram concluídas as negociações com os assaltantes, que só liberaran os reféns após a chegada de seus familiares.

Além dos policiais militares do 26º Pelotão do 5º Batalhão da PM, sediado no município, foram acionadas equipes da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) e do Grupamento Tático Operacional (GTO), ambos de Castanhal, para reforçar o policiamento durante as negociações com os três criminosos. Dez pessoas foram mantidas como reféns dentro da agência.

Os criminosos foram identificados como Patrick dos Santos Cordeiro, 29 anos, Wendell Carlos da Silva, 28, e Greiferson da Conceição Silva, 28, que apresentados na Superintendência Regional da Polícia Civil, em Castanhal, onde foram mantidos até a chegada das vítimas para o reconhecimento dos autores. Com eles foram encontrados três revólveres calibre 30 e 11 munições intactas, do mesmo calibre.

Os três homens estão sendo transferidos, neste momento, para a Superintendência da Polícia Federal, em Belém, tendo em vista que a tentativa de roubo teve como alvo uma agência dos Correios, órgão federal.

Atenção: Indenização a clientes por serviços não prestados

Fonte: Alerta Rurópolis

Agência roubada

Agência arrombada

Policiais prendem dois suspeitos de arrombamento da agência dos Correios em Riachão das Neves

Policiais da 86ª Companhia Independente de Policia Militar de Riachão das Neves, extremo oeste baiano, prenderam dois suspeitos de arrombamento a Agência dos Correios, na madrugada desta segunda-feira.

A Polícia Militar dava assistência a uma mulher grávida, quando visualizou dois homens em atitude suspeita, por volta das 04h30. Com eles foram encontrados algumas caixas intactas e outras violadas, contendo materiais eletrônicos e objetos pessoais de seus destinatários, identificados como correspondências dos Correios. Acionado pela Polícia, o responsável pelos Correios em Riachão das Neves confirmou que agência havia sido arrombada durante a noite. Pelo sistema de monitoramento da agência, confirmou através de imagens, como autores as pessoas identificadas como J.S.B 39 anos e C.F.SB de 50 anos.

A dupla e todo o material apreendido foi apresentado na delegacia de polícia local para adoção das medidas cabíveis.

Fontehttps://portaldocerrado.com

Encomenda roubada o que fazer?

Minha encomenda foi roubada

O que fazer se sua encomenda não chegou

Por extravio, roubo, entrega indevida

  • Quando não contratado o serviço adicional de Valor Declarado, aos valores acima será acrescido o valor da indenização automática prevista para o serviço contratado;
  • Quando contratado o serviço adicional de Valor Declarado, aos valores acima será acrescido o valor total declarado, conforme Nota/Cupom Fiscal ou Formulário de Discriminação de Conteúdo.

Indenização:

Os Correios indenizam os clientes por eventuais serviços não prestados, atraso na entrega, devolução / entrega indevidas ou, ainda, por inconformidades que comprometam a integridade do conteúdo do objeto, como avaria, espoliação, extravio, roubo etc.


Os Correios não pagam indenização para:

  1. Objeto simples: sempre que o objeto é postado sem registro;
  2. Erro de endereçamento: quando o objeto registrado apresenta endereçamento incorreto ou insuficiente;
  3. Objeto com valor mercantil não declarado: quando ocorre a postagem de objeto com valor mercantil, sem a correspondente declaração no ato da postagem;
  4. Retenção por autoridade competente: quando ocorre a retenção por autoridade alfandegária ou policial de âmbito Federal ou Estadual;
  5. Prejuízos indiretos e benefícios não realizados;
  6. Caso Fortuito ou Força Maior: situações em que, apesar dos cuidados e procedimentos de segurança observados no âmbito dos Correios, acontecem inconformidades por fatores externos, que interferem nas condições de entrega pela empresa, tais como fechamento de aeroportos, enchentes, incêndios, deslizamentos de terra e queda de pontes;
  7. Objeto mal acondicionado (mal embalado).

IMPORTANTE: O que fazer se sua encomenda não chegou!

Para mais informações: Consulte o site dos correios