Bandidos ‘atrapalhados’ invadem carro dos Correios e furtam mercadorias

Caso chama atenção pela tranquilidade dos criminosos. Na hora de carregar as mercadorias na bicicleta, um deles se atrapalha e deixa uma caixa cair.

Mercadorias dos Correios foram furtadas no Balneário Cidade Atlântica, em Guarujá, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo G1 nesta segunda-feira (15) mostram o momento em que dois homens de bicicleta invadem o veículo e começam a furtar várias caixas com encomendas.

O furto ocorreu na Rua Doutor Fernando Nascimento e chama atenção pela tranquilidade dos criminosos. Um deles estaciona a bicicleta e caminha em direção ao veículo enquanto o funcionário da empresa fazia uma entrega a uma moradora. Eles, inclusive, observam toda a ação.

Um segundo suspeito chega, também de bicicleta, e recolhe os objetos. Na hora de carregar as mercadorias, um deles se atrapalha e deixa uma caixa cair. Ele para calmamente, recolhe o produto e foge em seguida.

A ação durou um minuto e meio. Depois que os criminosos saíram, o funcionário entrou no carro e seguiu viagem. A assessoria de imprensa dos Correios informou que o carteiro não sofreu violência física e passa bem. Por ser assunto relacionado à segurança, a empresa não divulga a quantidade de objetos, valores, imagens ou detalhes da ocorrência.

Ainda de acordo com os Correios, são promovidas ações conjuntas e trabalhos de inteligência voltadas ao esclarecimento de crimes de roubos contra carteiros, assim como ações preventivas.

“Essas ações conjuntas são suportadas com ferramentas de segurança logística, como veículos rastreados, monitorados e com câmeras, rastreadores de carga, escolta armada e atuação de inspetores de segurança. Em 2018, essas ações combinadas trouxeram como resultado a prisão de 188 meliantes por roubo contra carteiros na capital, região metropolitana e Baixada Santista”, afirma, em nota.

Quem tiver informações sobre a dupla pode entrar em contato com a PM pelo 190 ou pelo Disque Denúncia 181. Não é preciso se identificar.

Leia também: Como pedir indenização dos correios?

Fonte: G1

Câmeras de dentro de van registram tentativa de assalto a veículo dos Correios na Zona Sul de SP

Trio surpreendeu carteiro que retornava de entrega na Avenida Cupecê e fez o funcionário refém. PM interceptou fuga em cruzamento da Avenida Santo Amaro.

A Polícia Militar (PM) frustrou uma tentativa de roubo de carga dos Correios na manhã desta sexta-feira (12), na região de Cidade Ademar, Zona Sul da cidade de São Paulo.

Por volta das 11 horas, um carteiro estacionou a van da empresa na Avenida Cupecê para realizar uma entrega. Ao retornar para o veículo foi surpreendido por três ladrões. Câmeras de dentro da van registraram a ação.

O vídeo mostra o funcionário dos Correios sendo feito refém pelo trio. Depois, um dos homens assume a direção da van e veste o uniforme amarelo e azul do carteiro.

Uma testemunha acionou a PM e começou uma perseguição. A tentativa de fuga do trio terminou no cruzamento da Rua da Paz com a Avenida Santo Amaro.

Os três assaltantes foram presos, o funcionário dos Correios foi liberado sem ferimentos e o caso foi registrado no 11º DP de Santo Amaro.

Importante: Indenização a clientes por serviços não prestados

Fonte: https://g1.globo.com

caminhão colete pf policia sacos

Contrabando é apreendido em Correios e transportadoras do Sudoeste

A fiscalização aconteceu em Pato Branco e Dois Vizinhos

Aproximadamente 100 volumes de contrabando foram apreendidos no sudoeste do Paraná.

A apreensão aconteceu na terça-feira (09) e na quarta-feira (10) em uma Operação de Repressão ao Contrabando.

A Operação contou com a fiscalização da Receita Federal de Cascavel, com apoio de Foz, Floripa e São Paulo.

Foram fiscalizados Correios e transportadoras de Pato Branco e Dois Vizinhos.

Foram apreendidos aproximadamente 100 volumes, contendo, além de eletrônicos, vinhos de alta qualidade da Argentina.

Além disso também foram fiscalizados estabelecimentos que vendem pneus, sendo apreendidos aproximadamente 450 pneus.

Redação com Receita Federal

Leia também: Minha encomenda foi roubada

Fonte: https://catve.com

Serviços normalizados em Jales (SP)

Após recomendação do MPF, Correios inicia prestação de serviços em três bairros de Jales (SP)

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos atendeu recomendação do Ministério Público Federal em Jales, e os moradores dos bairros de Vila Mariana, Monte Líbano e Jardim Tropical passaram a receber encomendas e correspondências em casa.

As três áreas da cidade de Jales não dispunham dos serviços da estatal. Residentes desses bairros precisavam se locomover até a agência dos Correios para receber cartas e outras entregas.

No mês janeiro de 2019, o MPF solicitou que a situação fosse regularizada no prazo de 60 dias. Os Correios informaram que já realizavam estudos logísticos para implantar o serviço nessas regiões, mas indicou um prazo maior do que o indicado pelo MPF para iniciar o atendimento nos três bairros.

Segundo apurado pelo MPF no procedimento aberto a respeito, a Superintendência Estadual de Operações São Paulo Interior, órgão dos Correios, afirmou na época que o problema seria solucionado somente em meados de 2019.

O MPF respondeu aos Correios, afirmando que entendia que os serviços poderiam ser iniciados antes do prazo estipulado pela estatal. Além disso, as áreas de Jales, apesar de serem ocupadas há pouco tempo, já cumpriam todos os requisitos estabelecidos na Portaria Interministerial 4.474/2018, o mais recente documento oficial sobre as atividades dos Correios.

A norma citada exige que para um bairro receber entregas dos Correios, o bairro deve ter ruas e os imóveis devem ser identificados corretamente. As vias precisam oferecer condições de acesso e de segurança aos carteiros.

Pouco após os 60 dias recomendados pelo Ministério Público Federal, no dia 1º de abril de 2019, a empresa cumpriu a recomendação e iniciou a prestação de serviços para os três bairros de Jales.

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Estado de S. Paulo
Informações à imprensa: Mayara Silva e Marcelo Oliveira
(11) 3269-5068 / 5368 / 5170
prsp-ascom@mpf.mp.br
Twitter: @mpf_sp
facebook.com/mpfsp

Fonte: https://direitodescomplicado.com

carro policia produtos roubo

Escolta policial para fazer entregas

Em alguns lugares no Brasil os correios precisam de escolta policial para fazer entregas

Diversas cidades do Brasil têm bairros ou regiões que sofrem com atrasos de cartas e correspondências dos Correios por um simples motivo: a violência. Atualmente, a empresa avalia medidas para proteger os carteiros que atuam em áreas consideradas de alto risco para assaltos e outras formas de violência. Exemplos clássicos dessa realidade acontecem diariamente em capitais como São Paulo e Rio de Janeiro.

No Rio, por exemplo, um carteiro chegou a ser assaltado oito vezes na mesma região.

Com isso, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) passou a estudar a contratação de escoltas armadas para acompanhar algumas entregas, especialmente as de Sedex, nas regiões Norte e Oeste do Rio de Janeiro.

Essa atitude de usar escolta armada já foi necessária em diversas situações pelos Correios, sempre como uma estratégia de curto prazo. Segundo informações da própria empresa de Correios, o mês de dezembro é o mais crítico, quando os profissionais entregam muitos presentes e compras de natal e ficam mais suscetíveis à ação dos bandidos. Nessa época acontecem, em média, seis assaltos por dia no Rio de Janeiro, o que coloca a vida de muitos carteiros em risco.

No Rio, a violência é maior em regiões como Cascadura e Realengo. Os prejudicados nessa história são os carteiros, vítimas da violência, e os cidadãos de bem, que deixam de receber suas cartas, contas e encomendas. Para os profissionais do setor, a insegurança é uma realidade diária.

Violência em São Paulo

Na cidade de São Paulo, a violência contra os carteiros está presente principalmente na zona leste. Em alguns bairros dessa região, os profissionais já precisaram trabalhar com o acompanhamento de uma escolta armada.

Com a escolta, eles revelam que trabalham mais seguros.

Os Correios já adotam um modelo diferenciado de entrega para encomendas enviadas para regiões consideradas inseguras.

Outra cidade onde moradores também reclamam dos atrasos nas entregas dos Correios é Campinas, em São Paulo. No município, a demora em alguns bairros também é por causa da violência, e as encomendas precisam ser levadas às casas com escolta armada.

Pelo menos 73 áreas de Campinas são consideradas perigosas para entregas dos Correios, mas não existem escoltas armadas em número suficiente para atender todas as regiões. Dessa forma, mais uma vez, quem sofre as consequências é a população, que precisa se dirigir às agências para buscar pessoalmente suas encomendas.

Leia também: O que é prazo diferenciado?

Fonte: https://www.sitedecuriosidades.com/