Correios desativados

Serviço será desativado nas Casas do Cidadão da Itavuvu e de Brigadeiro Tobias

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos anunciou que a partir do dia 12 de novembro desativará o serviço de banco postal das unidades das Casas do Cidadão da avenida Itavuvu (zona norte) e de Brigadeiro Tobias (zona leste). A decisão partiu de estudos realizados pelos Correios junto ao Banco do Brasil, a pedido da Prefeitura de Sorocaba. De acordo com a Secretaria da Cidadania e Participação Popular (Secid), pasta responsável pelas unidades de descentralização de serviços, a desativação foi solicitada para garantir mais segurança aos usuários das Casas do Cidadão.

Fonte: Jornal Cruzeiro (Leia o artigo completo)

Serviços opcionais na hora da remessa da encomenda: Pagamento na entrega

É o serviço de remessa expressa e econômica para envio de documentos e mercadorias, no qual o remetente paga os preços postais no momento da postagem e estipula o valor a ser cobrado do destinatário.

Disponibilidade do serviço:

 Em todo o território nacional.

Quem pode usar:

– Pessoas físicas e jurídicas sem contrato;
– Pessoas jurídicas com contrato.

Como funciona

Os objetos SEDEX e PAC com Pagamento na Entrega devem ser apresentados abertos para postagem, conferidos pelo atendente e fechados na presença do remetente da encomenda, exceto quando se tratar de clientes com vínculo contratual.

Serviços Básicos:

– Entrega interna em agência;
– Registro automático;
– Aviso de Chegada ao destinatário da encomenda.

Entrega

Realizada na Agência dos Correios mais próxima do endereço do destinatário.
A entrega no balcão da unidade postal é feita apenas ao próprio destinatário, ou a pessoa por ele autorizada, no campo apropriado do aviso de chegada deixado pelo carteiro.

Indenização por atraso na entrega:

Seguir a indenização do serviço contratado, SEDEX ou PAC.

Por que usar este serviço?

Rastreamento do objeto: permite a rastreabilidade desde a postagem até a entrega;
– Remetente define o valor a cobrar do destinatário;
– Garantia de receber o valor pago pelo destinatário.

Fonte: Correios

como emitir carteira de trabalho nos correios

Agências dos Correios poderão emitir carteira profissional sem custo

O Ministério do Trabalho e Emprego pretende ampliar os pontos de emissão da carteira de trabalho em todo o país, sem custos para os cidadãos. A ampliação seria possível por meio de um acordo em discussão com os Correios, que têm agências nos 5.570 municípios brasileiros.

A emissão do documento continuará gratuita. De acordo com o ministério, a taxa de entrega da carteira expedida pelos Correios seria custeada pela pasta. O custo do serviço ainda está sendo avaliado.

Em julho deste ano, foi anunciado que um acordo de cooperação técnica seria assinado entre o Ministério do Trabalho e os Correios e um projeto-piloto teria início no estado de São Paulo.

O objetivo do acordo é permitir que todos os trabalhadores brasileiros, em especial os que vivem nos municípios mais distantes dos grandes centros, tenham acesso ao documento.

A pasta informou que a expedição da carteira de trabalho continuará ocorrendo normalmente em toda a rede de atendimento como postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine), gerências regionais e superintendências do Trabalho nos estados.

A carteira de trabalho é obrigatória para toda pessoa prestar algum tipo de serviço, seja na indústria, no comércio, na agricultura, na pecuária ou de natureza doméstica.

Os registros das atividades do trabalhador feitos no documento garantem o acesso a alguns dos principais direitos trabalhistas, como seguro-desemprego, benefícios previdenciários e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Correios lança atendimento de saques e aportes em conta digital

Correios lança atendimento de saques e aportes em conta digital

Os Correios passam a oferecer, a partir deste mês, serviço de atendimento a clientes de conta digital e cartão pré-pago para realizar transações de aporte e saque em sua rede de atendimento.

A primeira empresa a contratar a solução foi a conta.MOBI, uma startup fintech (empresa desenvolvedora de soluções tecnológicas voltadas para serviços financeiros). A parceria foi anunciada nessa quarta-feira (4), durante evento realizado em Belo Horizonte (MG).

Inicialmente, as transações de aporte e saque estarão disponíveis, gratuitamente, na rede de atendimento dos Correios em Minas Gerais. Os próximos estados que oferecerão os serviços serão São Paulo e Rio de Janeiro, e, até o fim do ano, todas as agências postais do país estarão habilitadas.

Para o vice-presidente de Canais dos Correios, Cristiano Barata Morbach, a parceria com a conta.MOBI oferece soluções complementares ao cliente e consolida os Correios como um espaço de multisserviços. Para Morbach, apesar da crescente oferta de serviços em plataformas digitais como o mobile, o atendimento físico presencial é imprescindível.

“Com o lançamento do novo produto, os Correios se colocam à disposição do mercado para levar essas soluções para o Brasil inteiro, a partir de grandes ativos que são a nossa capilaridade e credibilidade”, pontuou.

O CEO da conta.MOBI, Ricardo Capucio, destacou que a presença dos Correios em todo o território nacional é fundamental para a comodidade dos clientes.

“A partir de hoje, qualquer cidadão ou empreendedor, em qualquer município de Minas e, logo mais, em todos os município do país, poderá receber e sacar nas agências postais, utilizando apenas o CPF”.

Segundo Capucio, os micro e pequenos empreendedores são o principal foco dos serviços digitais, já que necessitam de acesso fácil a soluções financeiras para viabilizar de forma descomplicada suas transações comerciais

Conta.MOBI – Criada em 2013 na Universidade Stanford e reconhecida em diversos prêmios do segmento, a conta.MOBI possui mais de 30 mil clientes e oferece aos usuários alternativas digitais para receberem seus pagamentos e controlarem todos os gastos sem necessidade de vínculo com instituições bancárias.

Por meio da conta.MOBI, é possível realizar depósitos, pagamento de boletos e transferências, acessar saldo e extrato, e também sacar e fazer aportes na rede de atendimento dos Correios, que funcionarão como uma agência bancária digital. Para ter uma conta digital basta baixar o aplicativo para smartphone nas lojas virtuais Google Play ou Apple Store, ou acessar o site www.conta.mobi. As agências habilitadas para o atendimento presencial estão disponíveis no site dos Correios (www.correios.com.br) e no da conta.Mobi.

Fonte

Greve ainda não afeta atendimento no CE

Greve ainda não afeta atendimento no CE

Segundo a estatal, paralisação está concentrada na área de distribuição. 87,9% dos funcionários da empresa no Estado seguem trabalhando. Agências que aderiam ao movimento continuam com serviços disponíveis

A paralisação dos Correios, deflagrada na noite de terça-feira (19), não afetou os serviços de atendimento no Ceará. A informação foi confirmada ontem pela empresa.

“Até o momento, todas as agências, inclusive nas regiões que aderiram ao movimento paredista, estão abertas e todos os serviços estão disponíveis”, disse a estatal.

Nas agências que tiveram adesão dos trabalhadores, os Correios já colocaram em prática o Plano de Continuidade de Negócios para minimizar os impactos à população. Avalia também que o movimento está concentrado na área de distribuição. Segundo levantamento parcial da empresa, 87,9% dos funcionários no Ceará estão presentes e trabalhando – o que corresponde a 2.289 empregados em atividade. Para a população, a estatal orienta o aguardo das entregas, pois para evitar atrasos, está sendo executado o plano de continuidade das operações.

Com os sindicatos que não aderiram à paralisação, as negociações estão sendo realizadas no decorrer da semana.

“Os Correios continuam dispostos a negociar e dialogar com as representações dos trabalhadores na busca de soluções que o momento exige e considera a greve um ato precipitado que desqualifica o processo de negociação e prejudica todo o esforço realizado durante este ano para retomar a qualidade e os resultados financeiros da empresa”, destaca a empresa.

Trabalhadores

A paralisação das atividades dos Correios afetou 70% das agências de Fortaleza. É o que aponta Luis Santigo, coordenador-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares no Ceará (Fentect-CE).

“O movimento acontece em todo o Estado. Junto com as agências, atingimos os Centros de Distribuição Domiciliária e os Centros de Entrega”, ressalta.

Das 43 agências em Fortaleza, 31 tiveram o atendimento afetado de acordo com Santiago. Não há previsão de encerramento do movimento.

Além da campanha salarial 2017/2018, com a reposição da inflação (não informada pelo líder sindical), a entidade pede R$ 300 de reajuste linear. Os trabalhadores também protestam contra o fechamento de agências no País, as ameaças de demissão motivada, falta de concursos públicos e a retirada de vigilantes dos estabelecimentos.

“Essas medidas retiram não somente a qualidade do serviço para a população, mas prejudicam quem trabalha nos Correios. Tínhamos aproximadamente 2.800 funcionários no Ceará. Com o programa de demissão, esse número chegou a 2.600. E também não falam em concursos públicos. O último ocorreu em 2011”, afirma o coordenador Geral da Fentect-CE.

Fonte