Aluno de Bauru ganha selo personalizado em concurso dos Correios

Desenho de Renzo Vitorino de Oliveira Dias, 10 anos, estudante da rede municipal de ensino, foi o vencedor da iniciativa promovida pelos Correios e Secretaria Municipal de Educação.

A Secretaria Municipal da Educação, em parceria com os Correios, realizou nesta segunda-feira (25) a entrega do prêmio referente ao “Concurso de Arte Juvenil-Brasil rumo a Copa 2018” no Núcleo de Ensino Renovado Lydia Alexandrina Nava Cury, no Núcleo Geisel.

O vencedor, Renzo Vitorino de Oliveira Dias, de 10 anos, recebeu como premiação o seu desenho transformado em selo personalizado. Para eleger o campeão, foram utilizados os seguintes critérios: criatividade, originalidade, legibilidade e adequação ao tema proposto.

O concurso teve como objetivo a eleição da arte no tema “Brasil Rumo à Copa 2018” para ser impresso no formato de selo personalizado na Superintendência Estadual de Operações dos Correios São Paulo Interior. Além disso, o concurso promoveu a participação da população juvenil em atividades culturais, através da divulgação da filatelia (estudo dos selos) e a capacidade de interesse de jovens pelo universo dos selos.

Para participar da competição os alunos tinham que produzir um desenho que fizesse alusão ao tema “Brasil Rumo à Copa 2018” retratando a visão que tinham sobre o Campeonato Mundial de Futebol 2018 realizado na Rússia. O concurso teve a participação dos estudantes da Educação Pública Municipal do Ensino Fundamental.

A entrega da premiação a Renzo foi feita pelo Gerente da Agência Filatélica de Bauru, Heverton Pagliaci. Os pais do aluno vencedor também participaram da premiação. Os demais alunos participantes receberam como prêmio de participação e reconhecimento um kit Correios com itens da filatelia.

Fonte: JCNET (Leia o artigo completo)

CCCRJ recebe exposição internacional de cartazes sobre Frida Kahlo e Diego Rivera

A vida e a obra do casal de artistas mexicanos Frida Kahlo e Diego Rivera é a inspiração da exposição Kahlo-Rivera 100, que reúne cartazes de designers membros da Alliance Graphique Internationale (AGI), organização internacional sem fins lucrativos que reúne designers gráficos do mundo para compartilhar experiências e projetos de excelência em design. A mostra está em cartaz no Centro Cultural Correios do Rio de Janeiro até 23 setembro.

A exposição apresenta uma seleção de 40 cartazes de artistas de países como Alemanha, Austrália, Áustria, China, Espanha, EUA, Finlândia, França, Grécia, Itália, Japão, México, Noruega, Reino Unido e Suíça, incluindo duas obras dos brasileiros Rico Lins e Kiko Farkas.

Depois de vários anos de circulação pelo México, a exposição finalmente começa neste ano sua turnê internacional. De acordo com Gabriela Rodriguez, designer mexicana que coordena a mostra, a exposição é uma tentativa de criar um diálogo entre a arte de Frida e Diego com as ferramentas, visualizações, cores e composições do design gráfico contemporâneo.

A mostra pode ser visitada de terça a domingo, das 12h às 19h. O CCCRJ fica na rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro. A entrada é franca.

I Festival de Cinema Indiano é atração no Centro Cultural Correios do Rio

O Centro Cultural Correios Rio de Janeiro recebe, até 15 de abril, o I Festival de Cinema Indiano. A seleção de filmes tem em comum o marcante estilo dos filmes indianos denominado de “masala”, termo usado para designar uma mistura de temperos típicos do país. Assim como na culinária, no cinema indiano o diferencial se dá pelo mix de romance, comédia, drama, suspense e outros estilos no mesmo filme.

As sessões são diárias começam às 12h30 e a entrada é franca. Para a coordenadora geral da Câmara de Comércio Índia Brasil (CCIB), Letícia Gomes Oliveira, o evento é uma oportunidade do público conhecer aspectos da cultura indiana de forma atrativa e divertida. “No Brasil não temos tanto acesso ao cinema indiano, mas acreditamos, que o primeiro passo para uma aproximação de culturas é o conhecimento”, ressalta.

A Índia é um polo cinematográfico e produz mais filmes que qualquer outro país do mundo. Os filmes do festival são de origem bollywoodiana, nome dado à indústria cinematográfica indiana, que surge da fusão de Bombaim (antigo nome de Mumbai, cidade onde se concentra essa indústria) e de Hollywood.

Além do cinema – A parceria entre o Consulado Honorário Geral da Índia no Rio de Janeiro e do Centro Cultural dos Correios, que deu origem ao festival, se estenderá para outros tipos de programações. Ainda este ano, o espaço receberá exposições sobre a história de Gandhi e sobre as igrejas de Goa, região da Índia que, assim como o Brasil, também teve colonização portuguesa e possui grande semelhança com a arquitetura e as paisagens brasileiras.

Serviço:
I Festival de Cinema Indiano
De 23 de março a 15 de abril | sessões diárias às 12h30
Centro Cultural Correios Rio de Janeiro
Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro – Corredor Cultural
Entrada franca – Lotação 50 lugares

Programação para o feriado de Páscoa:

29/3 – Diwale Dulhania Le Jayenge – Criados em Londres, Raj e Simran ainda apreciam suas raízes indianas. Os dois se apaixonam, mas agora Simran está sendo levada de volta para a Índia para um casamento arranjado por seu pai. E Raj tem que impedir.

30/3 – 3 idiots  Dois amigos saem em busca de um colega desaparecido e se deparam com uma antiga aposta, um casamento que precisam arruinar e um velório que foge do controle. Ganhador do Filmfare Awards de melhor filme, o Oscar de Bollywood.

31/3 – Taare zameen par – Ishaan é um garoto criativo, sem muitos amigos e com dificuldades na escola. Cada vez mais triste e solitário, sofrendo punições dos professores, Ishaan conhece o professor Nikumbh e vê sua infância tomar outro rumo.

1º/4 – Aaja Nachle – Dia é uma bailarina que deixou seu país e foi para os Estados Unidos. Ao saber que seu professor de dança está prestes a morrer, ela volta para a Índia a fim de cumprir seu último desejo: manter vivo o teatro que muitos querem destruir.

Para ver a programação completa, acesse o site dos Correios.

Fonte: Correios

Fórum Mundial da Água é homenageado em selo dos Correios

A escassez de água no mundo é agravada pela desigualdade social e pela falta de manejo e usos sustentáveis dos recursos naturais. Esse é um dos temas que está sendo discutido no 8º Fórum Mundial da Água, realizado em Brasília até o dia 23/3, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Para homenagear o fórum, os Correios lançaram, nessa segunda-feira (19), uma emissão especial alusiva ao evento, durante a solenidade de abertura realizada a partir do Itamaraty pelo presidente da república, Michel Temer, pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg e pelo presidente do Conselho Mundial da Água, Benedito Braga. A abertura foi transmitida via link para o Centro de Convenções.

O presidente dos Correios, Guilherme Campos, conduziu o lançamento do selo acompanhado do carteiro Nota 10, Paulo Roberto, do centro de distribuição de Ceilândia (Brasília), que representava os 106 mil empregados da empresa.

Para Campos, registrar esse importante encontro em um selo postal evidencia mais uma vez o papel da filatelia de propagar conhecimento e de documentar fatos importantes. “O selo aborda um tema essencial para o futuro da humanidade, que é a água. Espero que este evento resulte em maior conscientização de todos com relação à importância do desenvolvimento e conservação dos recursos hídricos”, disse o presidente.

O diretor da Agência Nacional de Águas (ANA) e diretor-executivo do fórum, Ricardo Andrade, participou da obliteração do selo. “Tudo o que está sendo feito aqui ficará para as futuras gerações. Este fórum é uma grande oportunidade para o Brasil reafirmar seu papel como protagonista no cenário internacional do setor de recursos hídricos”, enfatizou Andrade, que é um dos autores da arte do selo.

Esta é a primeira vez que um país do hemisfério sul sedia o Fórum Mundial da Água. Neste sentido, o lançamento de selo pelos Correios na abertura de um evento desta magnitude representa um marco para a história da filatelia brasileira e mundial.

Sobre o selo –  O selo, em formato circular, apresenta a marca do 8º Fórum Mundial da Água sobre linhas que simulam o fluxo de um rio, numa composição de cinco elementos que representam o tempo, a localização, a água, a sustentabilidade e o número oito. A arte é de Marcos Rebouças e Ricardo Andrade. O selo custa R$ 1,25 e está à venda nas agências dos Correios e na loja virtual no site www.correios.com.br.

Fonte: Correios

Centro Cultural Correios São Paulo expõe ‘reflexões plásticas’ de Valdir RochaCentro Cultural Correios São Paulo expõe ‘reflexões plásticas’ de Valdir Rocha

Centro Cultural Correios São Paulo expõe ‘reflexões plásticas’ de Valdir Rocha

Está em cartaz no Centro Cultural Correios São Paulo (CCCSP), na região central da capital, a exposição ‘Valdir Rocha – Reflexões Plásticas’. Com curadoria de Jorge Anthonio e Silva, a mostra é composta por mais de 100 obras produzidas ao longo de 50 anos de carreira do artista de 66 anos.

Utilizando técnicas diversas como pintura, escultura, desenho, aquarela e fotografia, Rocha leva o espectador a refletir sobre temas como mitologia, conflitos existenciais e violência, seja urbana ou política.

“As obras trazem indagações renovadas. O aspecto misterioso é uma marca do trabalho de Rocha”, ressalta Silva.

Segundo o curador, as obras podem ser classificadas em sete grupos, embora não estejam organizadas desta maneira: ‘Éden, Haden’, ‘Histórias mal contadas’, ‘Notas sobre anatomia’, ‘Espectros’, ‘Ego’, ‘Procurados e esquecidos’ e ‘Geografia’.

Serviço:

Fonte