Correios expande uso de radiofrequência para agilizar serviços

O uso da tecnologia de radiofrequência (RFID, na sigla em inglês para Radio Frequency Identification) para o rastreamento de objetos do fluxo postal internacional será ampliada no Brasil. Os Correios e a União Postal Universal (UPU) – agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU) para os serviços postais – iniciaram a implantação da terceira etapa do projeto QMS (Quality Monitoring System – em português, Sistema Global de Monitoramento). O projeto, que irá ampliar de cerca de 350 para mais de 2.300 a quantidade de portais RFID no País, contará com apoio técnico da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, uma vez que a tecnologia escolhida tem como base o padrão global EPC/RFID GS1.

Ao todo, o QMS envolverá 200 unidades operacionais dos Correios até o início de 2021. A radiofrequência permite que a identificação dos objetos seja feita via transmissão de dados por meio de etiquetas inteligentes dotadas de um chip interno, conhecidas como TAGs. De acordo com os Correios, a instalação das antenas permitirá que essas etiquetas sejam lidas automaticamente por meio de sinais de radiofrequência, permitindo identificar, rastrear e gerenciar envelopes e pacotes de forma individualmente ou em lotes, sem ter a necessidade de manusear o objeto, em complemento à atual leitura manual dos códigos de barras.

O sistema aberto e o padrão global GS1 permitem que o projeto adotado pelos Correios seja integrado a outros parceiros e operadores logísticos. “Isso trará uma melhoria importante aos processos postais como um todo”, destaca Ricardo Melo, executivo de negócios da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil. Melo lembra que, desde o primeiro semestre de 2017, os Correios e a GS1 têm trabalhado juntos em uma cooperação técnica de forma a identificar as principais demandas na área de automação e definir também quais padrões seriam mais adequados ao projeto. A partir de agora, com a instalação dos novos portais, essas premissas começarão a se tornar realidade. “As informações serão coletadas e tratadas em tempo real e com mais precisão no sistema dos Correios, ampliando a agilidade e a segurança dos dados”, reforça Melo.

Atualmente, os Correios contam conta com cerca de 350 antenas instaladas em 19 unidades operacionais, as quais são utilizadas pela União Postal Universal para medir o desempenho da entrega de cartas internacionais, de forma amostral. Com a expansão, além de aumentar a cobertura desse monitoramento, o sistema a ser desenvolvido permitirá monitorar as encomendas nacionais que possuam etiquetas com chip, gerando novos eventos de rastreamento.

Fonte: Paranashop (leia o artigo completo)

Amazon banca lançamento de óculos inteligentes com Alexa

Uma empresa chamada North foi financiada pela Amazon para produção de óculos com lentes inteligentes. Com isso, a companhia promete o lançamento do wearable ainda este ano.

O dispositivo se chama Focals e usa um sistema muito parecido com o Google Lens, de projeção interna a qual somente o usuário pode acompanhar. Só que diferente do aparelho da Google, aqui a ideia é que ele se pareça com óculos normais.

Como o apoio da Amazon, o dispositivo será capaz de se conectar com a Alexa e mostrar resumos das últimas notícias, informações sobre meteorologia e fazer pequenas funções, como pedir um Uber ou controlar alguns dispositivos, também conectados ao sistema de inteligência artificial da Amazon.

Tudo isso pode ser feito pelo sistema de reconhecimento de voz, o qual pode usado também para enviar respostas em texto para uma lista de usuários. Por fim, o aparelho também tem um app nativo de calendário que possui os avisos de compromissos para os próximos dias, com lembretes visuais. Vale lembrar que o conjunto não tem fones de ouvido nem saídas de som, então todos avisos acontecem somente de forma visual.

Para controlar todas estas opções, o aparelho vem também com um pequeno anel de borracha que permite a movimentação em dois eixos. Ainda, ele possui um botão para acionar comandos.

Outra característica interessante é que o conjunto também vem com um estojo não só para proteger o device, mas também para carregar os óculos. O usuário pode recarregar a peça com o case várias vezes e depois precisa recarregar o estojo para novas utilizações, com cabos via USB-C.

A empresa vai lançar o gadget no próximo mês nos Estados Unidos já com agendamento pelo site. O preço? US$ 999 (aproximadamente R$ 3.710 na atual conversão) em todo o pacote. A empresa promete entregar os devices já em dezembro deste ano.

 

O usuário pode escolher ainda a dioptria (também chamado popularmente de “grau da lente”) das lentes dos óculos, caso sofra de alguma alteração na visão.

Fonte: Canaltech

 

Como fica o concurso Correios com fechamento de agências? Entenda!

Na última terça, 16, os Correios iniciaram o fechamento de agências no país. Mas, como fica a realização de um próximo concurso? Entenda!

Na última terça-feira, 16, os Correios iniciaram o fechamento de 41 agências em todo o país. Segundo a empresa, a estratégia faz parte de um processo de remodelagem da rede de atendimento.

No entanto, quem deseja ingressar no quadro de funcionários da companhia se pergunta: Como fica o concurso para os Correios? FOLHA DIRIGIDA questionou a empresa e traz os esclarecimentos sobre o assunto. Entenda!

Segundo os Correios, estão sendo encerradas as atividades de duas agências no Rio de Janeiro, sendo elas no Tanque, em Jacarepaguá, e na Dias da Rocha, em Copacabana. Como alternativa de atendimento, os clientes podem se dirigir às unidades da Taquara e AC Copacabana, respectivamente. Além delas:

“Agências também serão encerradas nos Estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Piauí, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Roraima, Rio Grande do Sul e São Paulo”, segundo os Correios.

No entanto, questionado sobre a situação dos funcionários das unidades fechadas, os Correios informaram que não haverá demissões . “Os funcionários serão realocados em outras agências“, informou a empresa.

O objetivo da ação, segundo os Correios, é otimizar e realocar os recursos existentes, para colaborar com a sustentabilidade da empresa e nas melhorias do atendimento aos cidadãos. “As unidades que estão sendo desativadas ocupam imóveis alugados, estão sombreadas por outras próximas e são deficitárias“, afirmou a companhia.

Sobre o impacto para os clientes, os Correios informaram que as agências estão sendo fechadas porque possuem um número muito pequeno de atendimentos por mês. Além disso, segundo a empresa, a intenção é remodelar a rede e os serviços à população, ampliando os canais de atendimento.

“Hoje temos cerca de 12 mil pontos. Até 2021, pretendemos ampliar essa rede para 15 mil pontos”, afirmaram os Correios.

Fonte: Folha dirigida (Leia o artigo completo)

Nota de esclarecimento sobre reportagem do Bom Dia Brasil

A respeito da reportagem veiculada na manhã desta quinta-feira, 18, no Bom Dia Brasil, da TV Globo, os Correios comunicam que a abordagem da emissora foi equivocada. A fim de informar corretamente a sociedade, a empresa esclarece:

Os Correios desenvolveram um projeto de remodelagem de sua rede física que prevê a implantação de novos canais de atendimento, físicos e digitais, e a substituição gradativa das unidades convencionais atuais por outras, mais modernas e direcionadas para atender às necessidades dos clientes.

A primeira etapa do projeto prevê o encerramento de agências deficitárias, que ocupam imóveis alugados e estão localizadas a menos de dois quilômetros de outra unidade de atendimento. As 41 agências citadas na reportagem se enquadram nesses critérios, sendo unidades sombreadas por outras agências próprias dos Correios, e representam apenas 0,34% do total de 12 mil pontos de atendimento existentes em todo o país.

A segunda etapa prevê a implantação de novos modelos de agências, diferenciados em relação aos atuais, como agências modulares, as chamadas store in store, que serão postos dos Correios dentro de comércios já estabelecidos, como farmácias, papelarias ou lojas de departamentos. Outro modelo que vem sendo desenvolvido é o de agências móveis, com design compacto, dentro de veículos utilitários com alta mobilidade, que prestarão serviços de mensagens e encomendas em distritos rurais próximos entre si e distantes de regiões urbanas.

Com a implantação do projeto de remodelagem da rede, o número de unidades de atendimento dos Correios deve passar dos atuais 12 mil para 15 mil pontos até 2021.

O maior equívoco verificado na reportagem da Globo está em afirmar que o fechamento das agências vai afetar o e-commerce. A entrega de mercadorias compradas pela internet é feita pelos centros de distribuição e não pelas agências. Estas não entregam os objetos, apenas recebem a postagem de cartas e encomendas, além de realizarem a venda de outros serviços. Ou seja, são dois processos completamente distintos.

Sobre a qualidade da distribuição, cabe, ainda, ressaltar que houve uma melhora significativa nos últimos meses e hoje os Correios já apresentam qualidade operacional de 98% nas entregas de encomendas, ou seja, a cada 100 objetos, 98 chegam no prazo.

No segmento de encomendas, inclusive, que é concorrencial – a empresa disputa, diariamente, a preferência dos clientes no Brasil com mais de 200 empresas de logística regionais, nacionais e multinacionais. Os Correios ocupam a primeira posição nas entregas do comércio eletrônico e destacam-se como o principal parceiro das lojas virtuais brasileiras, o que rendeu à empresa o reconhecimento da ABCOMM com o prêmio de Inovação Digital 2018 de melhor empresa de e-commerce, um dos mais importantes do e-commerce nacional.

Diante disso, merece esclarecimento também a declaração dada pelo próprio presidente da ABCOMM, ao afirmar que os Correios não devem visar ao lucro. Como empresa pública e independente de recursos da União, os Correios têm, sim, o dever de se manter sustentáveis economicamente para poder cumprir seu papel social e continuar atendendo a toda a população brasileira.

Para isso, nos últimos anos, a empresa desenvolveu um processo de reestruturação que já vem dando resultados. De janeiro a agosto deste ano, a receita concorrencial, que corresponde a 55% da receita total da empresa, teve um aumento de 18,7%. Em contrapartida, houve uma queda de 17% nas despesas operacionais e redução de 4,5% nas despesas com pessoal, encargos e benefícios, em relação ao mesmo período do ano passado.

Com isso, os Correios têm recuperado sua saúde econômico-financeira e já apresentam números que mostram essa virada: de um prejuízo de R$ 1,7 bilhão registrado de janeiro a agosto de 2017, passamos, no mesmo período deste ano, para apenas R$ 1 milhão negativo.

Fonte: Correios

NO BRASIL: Produtos Xiaomi a pronta entrega com descontão

A fabricante chinesa de dispositivos eletrônicos Xiaomi não tem representação oficial no Brasil e, portanto, quem deseja usar seus smartphones, smartwatches e pulseiras fitness — reconhecidos mundialmente por aliar qualidade a preço acessível — acaba recorrendo à importação. Mas a gente traz aqui uma notícia ótima: a Amazon Brasil vende produtos da Xiaomi e está com uma promoção imperdível até o próximo domingo (7), dando 20% de desconto nesse período em diversos produtos da marca.

E por que comprar Xiaomi com a Amazon? Bom, você sempre tem a opção de importar por conta própria, mas aí acaba arcando com impostos de importação e precisa de uma boa dose de paciência para aguardar os processos alfandegários e dos Correios até que sua compra enfim seja entregue à sua casa. Já com a Amazon, como os produtos já estão no Brasil, a coisa flui muito mais rapidamente: é só comprar, com o valor já em reais (ou seja, sem surpresas na hora de pagar a fatura do cartão), e com a garantia de receber o produto dentro do prazo informado.

Você pode conferir aqui a lista completa de produtos Xiaomi à venda pela Amazon Brasil, mas a gente deu uma olhada geral e destacamos aqui alguns itens que têm a cara do leitor do Canaltech. Vamos lá:

Telefonia móvel

Mi A2

Passeando entre o mundo dos celulares mais básicos até os smartphones topo de linha, o Mi A2 tem tudo o que se espera de um aparelho intermediário. Para começar, ele vem com Android “puro” em sua versão Oreo 8.0, que roda tranquilamente graças à combinação de processador Snapdragon 660 de oito núcleos e 4 GB de RAM.

O aparelho traz também bateria de 3.010 mAh, 64 GB de armazenamento, câmera traseira dupla de 12 + 20 megapixels, câmera frontal de 20 MP e tela IPS LCD com 5,99 polegadas. Ah, e o aparelho é Dual SIM, acomodando chips de diferentes operadoras e já vem desbloqueado.

Na promoção, seu preço fica a partir de R$ 1.294,00.

Mi A2 Lite

 

“Irmão menor” do modelo acima, o Mi A2 Lite tem tela de 5,84 polegadas, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento, contando com a capacidade do processador Snapdragon 625 de oito núcleos. Ele também conta com as vantagens do Android “puro” em sua versão Oreo, e também é Dual SIM.

Na traseira, o Mi A2 Lite traz câmera principal dupla combinando 12 e 5 megapixels, enquanto a frontal, para selfies, traz 5 MP. Sai por a partir de R$ 869 e há poucas unidades em estoque!

Redmi Note 5

Mais parrudo do que as opções acima, o Redmi Note 5 é ideal para quem precisa de um smartphone mais poderoso, mas sem gastar muita grana com isso. Ele tem tela de 5,99 polegadas, processador Snapdragon 625 de oito núcleos, 4 GB de RAM e 64 GB de espaço interno, e também é Dual SIM.

Sua câmera traseira tem 12 megapixels, enquanto a frontal traz 5 MP com HDR e detecção de faces, tudo isso em um design elegante com acabamento na cor preta. Está custando só a partir de R$ 1.115.

Redmi 6a

Na cor dourada, o Redmi 6a combina processador Mediatek Helio A22 de quatro núcleos que alia bom desempenho a menor consumo de energia e, combinado a 2 GB de RAM e 16 GB de espaço, é ideal para quem precisa de um aparelho mais humilde para as atividades mais básicas da rotina diária.

Sua tela tem 5,45 polegadas, a bateria traz 3.000 mAh, e o aparelho vem com Android Oreo de fábrica. O sistema de câmeras é o seguinte: 13 megapixels na traseira, com outros 5 MP na frontal, contando com detecção de faces e sorriso, HDR e modo panorama. Na promoção, custa a partir de R$ 595!

Outros smartphones

Mas se o que você procura ainda não é nenhuma das opções acima, confira agora mesmo a lista com todos os smartphones Xiaomi disponíveis no site da Amazon Brasil. Tem modelos para todos os gostos e bolsos!

Fonte: Canaltech (Leia o artigo completo)